Este site usa cookies técnicos, analíticos e de terceiros.
Ao continuar a navegar, aceita a utilização de cookies.

O SILENCIO – O TOQUE DA GRANDE GUERRA

O dia 27 de julho se comemora o aniversário do último dia de paz na Europa antes da eclosão da Primeira Guerra Mundial, por tal evento uma onda musical vai se espalhar por todo o mundo.
Sobre a proposta da Itália, que, para a ocasião, exortou os trombeteiros dos países envolvidos a tocar no mesmo dia nos lugares historicamente mais significativo do conflito, a memória das vitimas da guerra será em forma de corais com notas do  ‘Silencio’.
É um ato necessário de lembrança e homenagem, expressa na única linguagem universalmente aceite e reconhecido: a música.
O projeto internacional, idéia do jornalista e escritor Paul Rumiz, tem o seu diretor de arte e compositor e trompetista Paolo Fresu que vai cantar o  Itália vai cantar o ‘Silencio’ as 14 horas no planalto de Folgaria. Como um lamento, um último adeus às vítimas da Primeira Guerra Mundial também vai se estender para outros países onde os músicos estrangeiros tocam canções de igual importância.
Este importante evento – que já aderiram o Reino Unido, Estados Unidos, Grécia, Portugal, Bulgária, Hungria, Romênia, Costa Rica, Montenegro, Rússia, Cuba, Polônia e Sérvia – foi  possível graças à colaboração do Ministério das Relações Estrangeiras, faz parte da programa de comemorações do Governo da Itália  comissariado pela estrutura de missão para os aniversários de interesse nacional da Presidência do Conselho de Ministros.

Link