Este site usa cookies técnicos, analíticos e de terceiros.
Ao continuar a navegar, aceita a utilização de cookies.

O Embaixador Azzarello participa da abertura do ciclo de conferências “Cidade Contemporânea e Conservação Urbana” do Professor Pane, na Universidade de Brasília

WhatsApp Image 2023-07-11 at 09.37.41

Foi inaugurado na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Brasília o ciclo de conferências “Cidade Contemporânea e Conservação Urbana”, sobre a relação entre a conservação do patrimônio histórico e o urbanismo moderno, a partir do legado do arquiteto e engenheiro italiano do século XX, Gustavo Giovannoni, criador do conceito de patrimônio urbano.

Como convidado de honra, Andrea Pane, professor de Restauro do Departamento de Arquitetura da Universidade de Nápoles Federico II e referência mundial no restauro urbano e nos estudos da obra de Giovannoni, que proferiu a aula magna intitulada “A conservação urbana na Itália no século XX: do tecido urbano histórico ao patrimônio moderno”.

Em seu discurso, o Embaixador Azzarello destacou o trabalho da Embaixada e do Instituto Italiano de Cultura no Rio de Janeiro na valorização do papel de arquitetos e restauradores italianos no Brasil, especialmente em Salvador da Bahia, Rio de Janeiro e, em breve, Belém. “É com especial satisfação que ressalto a estreita relação de cooperação com a Universidade de Brasília, testemunhada não só pela extraordinária presença do Prof. Pane, mas também pela contribuição dada por alguns eminentes estudiosos da UnB ao livro ‘A Embaixada da Itália em Brasília. Poéticas da Arquitetura Italiana no Brasil’, publicado em 2021 e disponível gratuitamente em ebook, em três idiomas, no site da nossa sede diplomática”.

O evento gratuito e aberto ao público conta com intensa programação (https://www.cidadespossiveis.org/eventos-2023-cidade-conservacao) que segue até o dia 13 de julho, com aulas, minicursos e seminários.

A iniciativa foi organizada pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Brasília, com a contribuição da Embaixada da Itália no Brasil, do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Distrito Federal e do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), no âmbito do projeto de cooperação técnica internacional com a Unesco Brasil.