Questo sito utilizza cookies tecnici (necessari) e analitici.
Proseguendo nella navigazione accetti l'utilizzo dei cookie.

14 º Festival Italiano de Nova Veneza – 7 a 10 de junho

Festival de Nova Veneza trará sensação de passar um dia em Veneza para visitantes

Com o tema “Um Dia em Veneza”, da 14ª edição do evento apresentará à população o charme da famosa cidade italiana, que é origem dos fundadores de Nova Veneza. O Festival Italiano de Nova Veneza será realizado de 7 a 10 de junho e promete encantar os cinco sentidos dos visitantes.

Um Dia em Veneza será o tema central da 14ª edição do Festival Italiano de Nova Veneza, que será realizado de 7 a 10 de junho, na cidade, que fica há poucos quilômetros de Goiânia.

Com público médio de 100 mil visitantes em seus quatro dias, o Festival Italiano de Nova Veneza se enquadra no patamar dos grandes festivais do Brasil. A festa integra o Circuito Gastronômico de Goiás e foi criada para valorizar a histórica da cidade, formada por colonos italianos que vieram para o Brasil há mais de 100 anos, hoje cerca de 60% de sua população é formada por descendentes.

O tradicional evento da cultura italiana buscará, nesta edição passa a contar com o apoio oficial da Embaixada da Itália no Brasil e irá aguçar os sentidos dos visitantes para que eles se sintam, de fato, na famosa cidade italiana.

Para que isso ocorra, a organização do Festival Italiano investiu em pesquisa, em programação e design. Serão pórticos, lounges, cenografia, figurinos e atores que estarão estrategicamente padronizados e instruídos para os visitantes possam ter, de fato, a sensação de estar visitando Veneza.

“Queremos que as pessoas se sintam na Itália e em Veneza. Para isso, vamos trabalhar com elementos que, indo além dos pratos típicos, estimulam mais do que o paladar. Tato, olfato, visão e audição também estarão expostos à experiência de um dia em Veneza”, destacou Hermione Stival, presidente da Associação Veneziana Pró Festival Italiano (Afesti), à frente da organização do evento.

Para que o público se sinta em Veneza, o projeto cenográfico não poupou detalhes. Uma das novidades para esta edição serão pessoas da comunidade de Nova Veneza vestidas com trajes típicos dos famosos gondoleiros venezianos, circulando pelo festival. “Eles serão os protagonistas dessa ambientação pois, em Veneza, as pessoas têm contato direto com os gondoleiros, que as levam para os inesquecíveis passeios na cidade. O mesmo acontecerá em nosso Festival. Os gondoleiros vão recepcionar o público com cumprimentos em italiano e convidá-los para uma experiência inesquecível em todos os detalhes”, revela a presidente da comissão organizadora.

As novidades não param por aí. Rainha e princesas, além de figurantes mascarados, todos da cidade, estarão circulando pelo evento para que o público “entre no clima” e se sinta de fato na cidade que inspirou William Shakespeare a escrever o romance “O Mercador de Veneza”.

Valorizar a comunidade e as origens das famílias serão outra ênfase para a edição de 2018. Todas famílias que compõem a história da cidade serão homenageadas com impressão dos nomes nas Flâmulas, que são elementos típicos de ambientes venezianos. “Esta foi uma maneira simbólica que encontramos de prestigiar a nossa comunidade que tanto se esforça para que o Festival seja, ano após ano, um grande sucesso”, destaca Hermione.

Além da decoração, a programação virá recheada de novidades em 2018. A gastronomia será incrementada com novos pratos. Além disso, uma mostra de cinema italiano com títulos cedidos pela Embaixada da Itália será exibida gratuitamente para o público. Outra novidade será uma exposição fotográfica do Carnaval de Veneza, assinada pelo paraibano Francisco Andrade. A programação de shows italianos e apresentação de danças típicas também prometem encantar os visitantes.

Hermione lembra que o evento está com a programação cada vez mais abrangente, mas preservando sempre o clima familiar. “O povo italiano preserva muito a família e faz questão de estar entre os seus. O Festival Italiano de Nova Veneza não poderia ser diferente, tem a família em sua sua essência”, explica.

 

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA DO FESTIVAL ITALIANO DE NOVA VENEZA 2018

Evento integrante do Circuito Gastronômico de Goiás, o Festival Italiano de Nova Veneza oferece uma ampla programação que vai muito além dos saborosos pratos. A festa promove um verdadeiro resgate da cultura italiana por meio de música, dança e cenografia. Neste ano, o evento conta com o apoio oficial da Embaixada da Itália no Brasil, que trará como novidades como uma exposição fotográfica do Carnaval de Veneza e uma Mostra de Cinema Italiano. Tudo com entrada gratuita, de 7 a 10 de junho na Praça da Matriz da cidade de Nova Veneza. Confira abaixo as atrações e prepare-se para aproveitar mais desta cidade, que fica a 44 quilômetros de Goiânia e a 195 quilômetros da Capital Federal

Programação:

Dia 07 de junho/Quinta-Feira

5h30min – Alvorada Festiva em Comemoração a 14ª Edição do Festival Italiano – Gastronomia e Cultura

19h – Santa Missa: Matriz Nossa Senhora do Carmo

19h – Abertura das cantinas

20h30min – Abertura Oficial (Praça da Matriz)

21h – Exibição do filme Smetto quando voglio, di Sidney Sibilia, no Centro Cultural Pedro Peixoto. Filme recém produzido e legendado em português

Apresentações Culturais, Musicais e Artísticas

Show com João Flávio, cantor goiano que fará apresentação de grandes clássicos românticos que foram sucesso nos anos 50, 60 e 70.

Mostra de fotografias “Cenas Venezianas” por Francisco Andrade (parceria Embaixada da Itália no Brasil)

2h – Encerramento

 

Dia 08 de Junho/Sexta-Feira

Mostra de fotografias “Cenas Venezianas”_ Francisco Andrade (parceria Embaixada da Itália)

19h – Abertura das cantinas com músicas italianas

20h – Banda Sinfônica Instituto Gustavo Ritter

20:30h – Exibição do filme Fuocoammare, di Gianfranco Rosi, no Centro Cultural Pedro Peixoto. Filme recém produzido e legendado em português

Apresentações escolas particulares e municipais

Apresentação Grupo Folclórico Ítalo-Brasileiro – SC

22h – Show com TONY ANGELI (O cantor italiano mais querido do Brasil)

2h – Encerramento

 

Dia 09 de Junho/Sábado

9h – Campeonato de Jogo de Bocha

12h – Abertura das cantinas com apresentações Culturais, Musicais e Artísticas

13h – Apresentação do Grupo Folclórico Ítalo-Brasileiro- SC

Mostra de fotografias “Cenas Venezianas” de Francisco Andrade (parceria Embaixada da Itália)

14h – Exibição do filme Qualcosa di nuovo, di Cristina Comencini, no Centro Cultural Pedro Peixoto. Filme recém produzido e legendado em português

16:30h – Bate Papo com Francisco Andrade, fotógrafo pernambucano que idealizou o livro Cenas Venezianas, cuja exposição fotográfica leva o mesmo nome.

18h – Exibição do filme Viva la libertà, de Roberto Andò, no Centro Cultural Pedro Peixoto. Filme recém produzido e legendado em português.

19h – Reabertura das cantinas com apresentações Culturais, Musicais e Artísticas

Apresentação do Grupo Folclórico Ítalo-Brasileiro – SC

21h – Baile de Máscaras: Carnavale di Venezia com Banda Raízes de Veneza e Grupo Folclórico Ítalo-Brasileiro – SC

3h – Encerramento

 

Dia 10 de Junho/Domingo

10h – Torneio de cipó

11h – Abertura das cantinas com apresentações artísticas

Apresentações do Grupo Folclórico Ítalo-Brasileiro – SC

Mostra de fotografias “Cenas Venezianas” de Francisco Andrade

13h – Show Valdir Amaral

14h – Exibição do filme La Mafia Uccide solo d’Estate, de PIF, no Centro Cultural Pedro Peixoto. Filme recém produzido e legendado em português

18h – Encerramento com panelaço

 

Conheça as atrações culturais

Grupo Folclórico Ítalo- Brasileiro – Formado por aproximadamente 80 dançarinos, entre crianças, adolescentes e adultos, o grupo foi criado em 1991, na cidade de Nova Veneza, Santa Catarina, com o intuito de resgatar origens italianas e manter vivo o patrimônio histórico cultural da cidade. Este ano o grupo promete trazer 16 das mais de 50 coreografias nas quais contarão um pouco da história das diferentes regiões italianas em suas apresentações. O grupo já foi premiado em vários festivais, como o de Joinville (SC).

Banda Raizes de Veneza – Formada há mais de 25 anos, a banda tem 12 integrantes da cidade de Nova Veneza, em Goiás, e tem repertório amplo com estilos diversificados. O grupo irá tocar no Baile de Máscaras, um dos pontos altos da programação cultural do Festival. Para o repertório, eles preparam músicas italianas, especialmente aquelas tradicionais românticas da itália e depois tocam marchinhas brasileiras traduzidas para o italiano.

João Flávio – O cantor goiano João Flávio desenvolveu habilidade para a música desde a infância. Cresceu ouvindo grandes clássicos italianos, por influência da mãe e hoje incluiu o estilo musical em seu portfólio de apresentações. Além de ser barítono, João Flávio toca também violão, piano, violino, gaita, canta e compõe. Ele também é filiado na Ordem dos Músicos do Brasil. Para o Festival Italiano de Nova Veneza ele prepara um show romântico com os grandes clássicos italianos, como O Sole Mio e Champagne.

Orquestra sinfônica do Instituto Gustav Ritter com a cantora solista Amanda Diovanna Bosco, de 11 anos – Sob a regência do maestro Ricardo Rosembergue, a Orquestra Sinfônica Instituto Gustav Ritter é composta por 28 componentes, entre alunos e professores, na faixa etária de 13 a 60 anos. Essa será a segunda participação da orquestra no Festival de Nova Veneza, considerado um dos maiores festivais do Brasil. A aluna de canto do Instituto e moradora de Nova Veneza, Amanda Bosco, de 11 anos, fará participação especial com solo de músicas italianas acompanhada da orquestra.

Tony Angelli – Com passagem frequente pelo programa do Domingão do Faustão, da TV Globo, Tony Angeli tem demonstrado seu talento com a música italiana. Nascido em Rosa, Província de Vicenza (Norte da Itália), começou a dar seus primeiros passos na arte de cantar e representar ainda na infância. Com apenas 11 anos de idade, Tony Angeli se apresentou pela primeira vez cantando em um festival infantil em sua terra natal. Ainda jovem o cantor veio para a América do Sul, onde morou inicialmente no Uruguai. Nos anos 1960, a gravadora de Tony AngeliI, aproveitando todo o sucesso que o cantor obteve em países como Argentina, Chile e Peru, resolve também lançar o seu disco no Brasil. A partir daí Tony passou sua carreira também decolou entre os brasileiros, tanto que o cantor marca presença nos maiores festivais brasileiros que são relacionados à cultura da Itália. Para sua apresentação no festival o artista promete encantar o público com a interpretação dos grandes sucessos da música Italiana, como: Roberta, Dio Come Ti Amo, All Di La, O Mio Senhore, Volare e Sole Mio.

Valdir Amaral – Descendente de italianos e natural da cidade de Nova Veneza (GO), Valdir Amaral começou sua carreira de músico na Banda Marcantes e diz ter a música em suas veias. Atualmente vive no Estado do Tocantins e divide seu tempo como empresário e cantor, fazendo alguns shows. Há dez anos, ele apresenta-se no Festival Italiano de Nova Veneza, com repertório de canções italianas clássicas dos anos de 1960, 1970 e 1980.

Exposição Francisco Andrade

O fotógrafo paraibano, Francisco Andrade fará a exposição fotográfica Cenas Venezianas, com imagens feitas extraídas de livro de mesmo nome que ele publicou sobre Carnaval de Veneza, uma tradição italiana desde o século XVI. Além da exposição, Francisco irá realizar um momento para bate papo com os visitantes do festival contando, em detalhes, tudo que vivenciou durante os quatro anos que passou na Itália para elaborar a publicação.

Mostra de Cinema Italiano

A 14ª edição do Festival Italiano de Nova Veneza oferecerá uma mostra de cinema italiano com longas-metragens contemporâneos. Os títulos serão cedidos pela Embaixada Italiana no Brasil, que a partir dessa edição passa a ser apoiadora oficial do evento. Serão cinco filmes recém produzidos, todos legendados em português que serão exibidos no Centro Cultural Pedro Peixoto com entrada franca. O local foi completamente restaurado para receber a novidade que o Festival apresenta nesta edição.

 

O Festival Italiano de Nova Veneza

São mais de mil pessoas envolvidas na organização do evento que, além do resgate cultural, estimula também a economia local. Toda a cadeia produtiva da região é envolvida: de produtores de milho, tomate, hortaliças, gado, frango etc, a profissionais de setor de gastronomia, eventos, artistas, entre outros, todos se envolvem com o festival.

Só no ano passado, a iniciativa movimentou R$ 2 milhões na cidade. Em 2018, a estrutura do Festival Italiano de Nova Veneza crescerá em 30%. Serão mais expositores com atrações e pratos para os visitantes. A cidade fica a cerca de 30 quilômetros de Goiânia. De Brasília, são 200 quilômetros.

(Fonte: agência de imprensa do Festival)

 

Todas as informações em: http://www.festivalitaliano.com.br/