Este site usa cookies técnicos, analíticos e de terceiros.
Ao continuar a navegar, aceita a utilização de cookies.

Mensagem do Embaixador Cortese por ocasião da FESTA DA REPÚBLICA 2024

festa repubblica

Caros Concidadãos,

dirijo-me a vocês porque esta é, acima de tudo, a vossa festa.

Este ano, não posso começar a mensagem sem evocar a tragédia do Rio Grande do Sul que afetou tantos ítalo-brasileiros. Estou orgulhoso do fato de que a Itália mais uma vez se mostrou próxima de seus “filhos”, enviando, em um voo de mais de 15 mil quilômetros, uma carga de mais de 25 toneladas de bens de primeira necessidade para a população gaúcha, composta por mais de 40% de ítalo-descendentes.

Como dizia, hoje é a vossa festa, a festa de todos os italianos, porque celebramos um momento fundamental na história da Itália. Há 78 anos, os italianos fizeram uma escolha que mudou para sempre a nossa história e as nossas vidas: nasceu a República!

Muitos anos se passaram, mas – ao olhar bem – não tantos. Isso nos deve fazer refletir sobre o legado que nós, filhos e netos daqueles italianos, recebemos. Um patrimônio de valores sólido, mas ao mesmo tempo frágil, que deve ser preservado e cultivado.

Cada um deve fazer a sua parte. Eu, no meu papel de Embaixador da Itália, estou extremamente orgulhoso de representar a nossa amada Itália em um País maravilhoso como o Brasil.

Estou feliz por ter encontrado, nesta minha ainda breve aventura, tantos italianos ou ítalo-descendentes que sentem um grande amor pela nossa bela Pátria. Eu me permito pedir a vocês que cultivem esse amor pela Itália; que levem sempre em seus corações as cores da nossa bandeira; que nunca se cansem de promover as belezas do nosso País e de continuar a demonstrar as excepcionais virtudes de que sempre nos orgulhamos.

Da cultura ao comércio, à culinária, à moda, à alta tecnologia, a Itália é um país que tem muito a compartilhar com o mundo. Um país de história milenar e de tradicional abertura ao mundo inteiro.

Isso também é demonstrado pela grande presença de italianos no exterior, dos quais o Brasil, até hoje, com seus 32 milhões de ítalo-descendentes, é talvez um dos principais destinos. Não nos esqueçamos de que este ano se comemoram os 150 anos da chegada do navio “Sofia” a Vitória. Um aniversário histórico, mas também simbólico. A chegada do “Sofia” simboliza uma história de amizade ainda mais longa que a da República, um vínculo entre povos, antes mesmo de ser entre Estados.

Isso também é demonstrado pela dimensão de nossas trocas comerciais com o Brasil, com nossas exportações que a cada ano alcançam números recordes. Isso é demonstrado pelo crescente interesse pela nossa cultura, pelo “turismo de retorno”, o chamado “turismo das raízes”. Isso é demonstrado por tantas outras coisas!

Mas tudo isso não seria possível sem a contribuição fundamental de uma comunidade italiana plenamente integrada no país de acolhimento, mas sempre ligada às suas raízes, às suas origens.

De Brasília, envio a todos vocês um grande abraço.

Viva a República Italiana!